segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Jacques Arnould - Se Deus queria criar outros mundos habitados, quem o pode impedir?

                                                                                     Foto: Gonçalo Português / Público

Padre dominicano, o francês Jacques Arnould trabalha desde 2001 no Centro Nacional de Estudos Espaciais. Diz que é preciso que as religiões não tenham medo da ciência mas que mantenham o espírito crítico para com o trabalho científico. E não tem dúvidas em dizer que nunca se demonstrará se Deus existe ou não.
Voltar a misturar teologia e ciência seria «um erro grave», afirma Jacques Arnould, nascido em 1961. Com formação em Engenharia Agrícola e doutorado em História das Ciências e Teologia, é membro da Ordem dos Pregadores (frades dominicanos). Arnould fala aqui sobre a teologia depois de Darwin, o criacionismo e o intelligent design.
Refere-se ao encontro do Papa com os antigos alunos (cujas actas estão publicadas em Criação e Evolução, ed. Univ. Católica), visto por alguns como uma tentativa de reabilitar o criacionismo. Autor de várias obras, tem publicado em Portugal A Teologia Depois de Darwin (ed. Piaget).


Sem comentários:

Publicar um comentário